6.3 C
Guimarães
Segunda-feira, Fevereiro 6, 2023

Quaresma: “sinto-me feliz ao ajudar o meu clube”

Quaresma não foi apenas inspirador mas também artífice do triunfo do Vitória frente ao Nacional.


Notado como o “MVP Sagres”, no jogo com o Nacional, classificação atribuída pela Liga ao melhor jogador do encontro, Ricardo Quaresma, revelou o que lhe passou pela cabeça quando inflectiu da direita para o centro, na jogada de mais um golo memorável: “Quando recebi a bola, pensei em vir para dentro e fazer uma tabela com o Sacko. Depois tive a felicidade da bola ficar ali e só pensei em rematar à baliza e fui feliz”.

É assim que explica como decidiu em escassos segundos, por um remate que indicou o caminho do triunfo ao Vitória.

O internacional português descreve, ainda como e com que efeitos funciona a união entre todos os que partilham o balneário. “Dou-me bem com toda a gente. Temos um grupo fantástico, um grupo jovem mas com bons miúdos, jovens que querem aprender e que têm qualidade” – declara numa conversa partilhada no site do clube.

“Não me sinto aquele velho que as pessoas dizem no meio deles” – sustenta com bastante sinceridade como se nota em campo com a sua atitude de conquistador. Admite que “gosto de brincar, gosto de lhes dar essa confiança de poderem partilhar algumas brincadeiras comigo e esse espírito de grupo reflecte-se dentro de campo” – confessa.

© Vitória SC

Ricardo Quaresma, no jogo de ontem, voltou a fazer o que mais gosta, chutando com a parte exterior do pé, o que na gíria futebolística é conhecido como “trivela”. A seguir, viu-se pelas imagens da Sport Tv, o momento de descontracção que evidencia a felicidade de um jogador quando marca um golo, tendo como partner Sacko, companheiro de uma celebração especial e que promete ver-se mais vezes.

Sobre o festejo, diz o avançado vitoriano: “O Sacko está sempre a fazer essa dança no balneário e disse-lhe que, num dia em que marcasse, iria dançar com ele”.

“É isso que me deixa feliz, ajudar o meu clube, a minha equipa, a conquistar os nossos objectivos…”

Cumprida a promessa, qual ritual da tribo do futebol, Quaresma explica que “é sempre importante marcar mas ainda mais quando conseguimos ajudar a equipa a vencer. É isso que me deixa feliz, ajudar o meu clube, a minha equipa, a conquistar os nossos objectivos.”

Não se incomodando com o facto de poder jogar na direita ou na esquerda do ataque, Quaresma mostra-se perfeitamente alinhado com os objectivos da equipa e com as características dos colegas de ataque. “É bom termos avançados como o Estupiñán. Tanto o Óscar, o Bruno Duarte, o Foster e o Noah são jogadores que aparecem bem na área e eu como extremo só tenho de fazer o meu trabalho, que é cruzar e ajudá-los a fazer golos para beneficiar a equipa. Temos evoluído muito ao longo destes meses. É normal que me conheçam melhor agora, eu também os conheço melhor. Isto é uma equipa e quando ela está bem, as individualidades sobressaem. Jogar na esquerda ou na direita não faz grande diferença para mim e para o Edwards, por isso não há grande problema” – reafirma.

Já a pensar no próximo jogo deste Domingo, Quaresma dá voz à determinação do grupo em vencer o jogo em Famalicão, a contar para a 15ª jornada do campeonato. “O nosso objectivo é ir a Famalicão ganhar. O Vitória tem de entrar nos jogos sempre para ganhar, é esse o pensamento” – afiança convicto.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também