17.6 C
Guimarães
Sexta-feira, Setembro 29, 2023

João Henriques: “sabemos a ambição que temos e para onde vamos”

O Vitória só vencerá o Marítimo, se continuar a mostrar competência, como nos últimos jogos e não embandeirar em arco com os resultados obtidos.


O treinador do Vitória não quer ver a equipa a deitar foguetes antes da festa. O jogo com o Marítimo é tão importante, como “o jogo anterior e o que vem a seguir”, acreditando que o grupo de trabalho está consciente da realidade: “ter os pés bem assentes na terra, saber para onde vamos e qual é a nossa ambição”.

E avisou que mesmo ganhando “não está tudo perfeito”, pois, há sempre algo a aprimorar e a consolidar. Reconhece que “os mais velhos da equipa”, pela sua “experiência” também contribuem para arrefecer a euforia dos triunfos sucessivos registados. Apesar de tudo, mostra-se um treinador “satisfeito” por ver a sua equipa “crescer” e a evidenciar “confiança”, num campeonato muito equilibrado e com jogos difíceis, o que já não acontecia no futebol português há algumas épocas.

Mas a maior advertência, de que tudo não “são favas contadas”, levou o treinador a frisar que “o Marítimo foi a única equipa a ganhar ao Sporting nesta temporada”, o que pode ser um cartão de visita da turma madeirense, cujo histórico de bons resultados em Guimarães é de 13 empates e oito triunfos em 39 jogos para o campeonato, com o Vitória a ganhar em apenas 13 jogos em casa.

Se a equipa mantiver a consistência e competência dos últimos jogos, o Marítimo terá de ir procurar pontos noutros campos. João Henriques afirma conhecer bem “as suas dinâmicas ofensivas e defensivas, e as suas transições” as quais quer contrariar para ir à conquista de mais um triunfo.

Apesar das oscilações de resultados e exibições, o adversário do Vitória, de Domingo, à tarde, é “difícil” como os restantes, num campeonato “equilibrado”.

©Vitória SC

Mesmo sem Bruno Varela e Pepelu, afastados do jogo por situações de Covid e de Jorge Fernandes, por cartões amarelos acumulados, o treinador do Vitória, quer aproveitar esta oportunidade para criar novas dinâmicas, com outros jogadores.

O treinador não o referiu, mas é certo que Trmal substituirá Varela na baliza, Suliman ocupará a vaga de Jorge Fernandes, dado tratar-se de jogadores que têm ainda assim um ritmo competitivo maior que os seus colegas. Já Pepelu pode ser rendido por Wakaso que tem ganho minutos nos últimos jogos e o treinador pode dar-lhe a maior oportunidade de sempre para mostrar que a sua lesão demasiado longa é mesmo uma questão do passado. Isto não invalida outras opções que o treinador possa escolher para o lugar de trinco.

“Desde que cheguei ao Vitória, há casos de Covid e sempre resolvemos as mudanças na equipa inicial com as opções que temos” – disse o treinador confiante nos jogadores que estão à sua disposição. João Henriques mostra que não é um treinador para lamentar qualquer contingência, seja por Covid ou lesão. Peremptório, sustenta que “não lamentamos as ausências, nem choramos por elas”, mostrando total confiança em quem está disponível para o jogo, num lote de 20 jogadores, nove dos quais estarão no banco de suplentes “não para fazer número” mas porque estão “em condições” de ajudar a equipa.

São 22 os convocados para o jogo de Domingo: Easah Suliman, Abdul Mumin, Marcus Edwards, Bruno Duarte, Ricardo Quaresma, André André, Gideon Mensah, Rochinha, Falaye Sacko, Rúben Lameiras, Wakaso, Matouš Trmal, Oscar Estupiñán, Nicolas Tié, Zié Ouattara, Celton Biai, André Almeida, Luís Esteves, André Amaro, Noah Holm, Miguel Luís e Nicolas Janvier. Mikel Agu, Maddox, Sílvio e Joseph estão lesionados e não poderão dar o contributo à equipa.

Trmal na baliza: “o Bruno ajuda-me em tudo o que preciso, só lhe posso agradecer”

Matouš Trmal falou aos meios do Vitória SC, antevendo a partida com os madeirenses, a contar para a 16ª jornada da I Liga. O guardião checo será uma das opções de João Henriques para a baliza vitoriana, mostrando-se pronto a assumir o lugar num jogo com bastante importância.

©Vitória SC

“Estou muito entusiasmado, é uma grande oportunidade para mim e quero mostrar o meu melhor. Os meus colegas ajudam-me e eu também os quero ajudar a conquistar os três pontos. Tenho essa expectativa. Este é o momento mais importante desde que cheguei ao Vitória. Mais do que o Marítimo, o que importa somos nós. Fazermos o nosso jogo, termos uma boa performance pois acho que vai ser um bom jogo. Eles têm bons jogadores mas nós entraremos em jogo para mostrar o nosso valor.”

A estreia de Trmal com a camisola do Vitória surgiu no Estádio do Benfica, em partida a contar para a Taça da Liga, onde o desempate por grandes penalidades acabou por resultar na eliminação dos comandados de João Henriques, apesar da exibição bastante positiva de Matouš Trmal. “Estive bem no jogo, senti-me muito bem mas tivemos azar porque os penalties foram uma lotaria e merecíamos mais daquele jogo.”

O dono da baliza vimaranense tem sido Bruno Varela, um guarda-redes com quem Trmal tem aprendido muito. “O Bruno é um bom guarda-redes, tem muita experiência. Aprendo muito com ele, ajuda-me em tudo o que preciso, só lhe posso agradecer”.

Fã de Petr Cech, Ederson e Allison, o internacional sub-21 da República Checa mostra-se entusiasmado pela sua evolução e adaptação desde que chegou a Guimarães. “Acho que melhorei algumas coisas, é um pouco diferente. Sinto-me agora mais confortável e melhor. Gosto muito de Portugal, toda a gente é muito gentil, ajudam-me, isso é bom. Quando cheguei, era difícil por ser um país novo mas agora acho que estou mais confortável e sinto-me muito bem” – concluiu.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também