6.7 C
Guimarães
Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023
José Eduardo Guimarães
José Eduardo Guimarães
Da imprensa local (Notícias de Guimarães, Toural e Expresso do Ave), à regional (Correio do Minho), da desportiva (Off-Side, O Jogo) à nacional (Público, ANOP e Lusa), do jornal à agência, sempre com a mesma vontade de contar histórias, ouvir pessoas, escrever e fotografar, numa paixão infindável pelo jornalismo, de qualidade (que dá mais trabalho), eis o resultado de um percurso também como director mas sempre com o mesmo espírito de jornalista… 30 anos de jornalismo que falam por si!

Poder local…

“Guimarães, agora!” é muito mais que um título de um jornal. É a identificação de um projecto de comunicação, assente em várias plataformas, que pretende estimular a sociedade vimaranense, dando nota de muitos e bons exemplos que se podem ver em todas as áreas, da cultura ao desporto, da política à economia, das artes à arquitectura. Não temos áreas tabus, nem dogmas que nos tolham o nosso caminho ou o sujeitem a regras das quais ofendam a nossa consciência.

Queremos viver livres e com a consciência de que podemos fazer o melhor nesta área da comunicação, ameaçada por travestis do jornalismo, da política e da comunicação que se olham ao espelho como se fossem como Narciso… Não nos peçam para servir interesses individuais porque apostamos no colectivo, não nos julguem apenas por aparências, sinais ou interpretações dúbias e subjectivas. Vamos ser claros: o interesse de Guimarães não será derrubado por outros interesses. Já demos provas variadas e bastantes de que vivemos de convicções, tão legítimas como as crenças ou as convicções de outros. Convicções fortes e que nos tolhem, por vezes, interesses ou benesses que podíamos obter. Quem quiser conhecer o que se faz de melhor, quem o faz e como vai andando Guimarães num contexto local, regional, nacional e mundial só têm de ler os conteúdos que vamos produzir nas publicações associadas, em formatos de papel ou digital. Não pretendemos deixar ninguém indiferentes ao que fazemos e porque o fazemos, livres e conscientes de que sabemos desempenhar o nosso papel, mesmo que outros nos colem com selos, epítetos, nos chamem nomes, ou nos situem em qualquer das barricadas ou fronteiras que haja por aí e por cá. Deixem-nos estar no nosso lado, no lado que escolhemos por convicção e vontade própria, o lado da verdade e da nossa interpretação dos factos. Será sempre mais importante o que pensamos de nós… do que aquilo que outros entendam dizer o que não somos. A nossa arma é a perfeita consciência de que não vamos agradar a todos, a certeza de que não nos incomodaremos com julgamentos fáceis, sem medos nem sofismas, cientes de que faremos o nosso caminho… caminhando! Este jornal e tudo o que fizermos terá a nossa marca. Vamos fazer aquilo em que acreditamos e que é, por nós, considerado o que é melhor para a nossa terra. Sim, com algum bairrismo e orgulho mas com a consciência plena de que também somos mortais e erramos. “Guimarães, agora!” é um jornal diferente, com um conceito editorial mais propenso a explicar, investigar e questionar do que a dizer amém, sempre aberto ao diálogo e à confrontação de ideias e opiniões porque importa, afinal, ouvir todos. Vamos seguir os nossos padrões e, por favor, não nos peçam para fazer o que outros fazem.

© 2019 Guimarães, agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também