Paulo Branco

Sobre

Mergulhado mais de duas décadas no urbanismo e arquitectura, acostumou-se a reflectir sobre a organização humana e os seus efeitos em muitos sítios e cidades, alguns Países, e num único planeta que reclama uma mudança profunda de comportamentos. Amante da leitura e da música, acredita (ingenuamente) que o progresso assenta no desenvolvimento cultural e espiritual do indivíduo e das sociedades esperando que um dia o trabalho seja verdadeiramente libertador e a harmonização entre pessoas e o meio artificial e natural constituam a maior fonte de equilíbrio e felicidade.

Redes sociais

Email

paulo.branco@guimaraesagora.pt

Artigos

BAZUCA

O Luca colou o nariz à janela...

Ó mãe, foi ele…

Ao fim de quase um ano de tor...

Melhor Ano Novo

No seu Asas do Desejo (Der Hi...

Bom Natal?

Quando se trata de um lugar, ...

Outono

É já tarde e tolda-se a vista...

“Parvónia”

Depois de umas atribuladas fé...

Outras publicações

Teatro de papel: a lenda de Santa Catarina contada em marionetas

O Museu Alberto Sampaio conta a lenda de Santa Ca...

Prémio: Hospital distinguido pela sua investigação clínica

O HSOG tem o seu centro académico em clara expans...

Desporto: PSD quer mais apoios para os clubes desportivos

O PSD “reitera a necessidade de criar um programa...

CIM do Ave: detecção e combate à vespa velutina começa em 2022

É um projecto que abrangerá o território dos oito...

Como é que Guimarães será visto lá fora?

Comunicação adequada e em várias plataformas O...

Orçamento Participativo: PSD preocupado com projectos não executados

Há um conjunto de propostas aprovadas em sede de ...

Prémio: internacionalização da economia em trabalho científico

Promover o conhecimento e a investigação sobre a ...

Dia Mundial da Língua Portuguesa

© Município de Guimarães

Subscreva a nossa newsletter

Mantenha-se atualizado com as nossas novidades, ofertas e anúncios especiais.

- publicidade -

As mais populares

Pedro Sousa: “eu sei que vou preso”

Tido como o cérebro de Guimarães do gang do Uber,...

O comunismo está de volta

Não há santo dia em que o nazismo (ou o fascismo)...

Ricardo Costa dignificou o que é ser vimaranense

Ricardo Costa opôs-se ao aparelho do PS arrancand...