14.5 C
Guimarães
Terça-feira, Julho 16, 2024

Braga: Acampamento junto ao Banco de Portugal em defesa do direito à habitação

Economia

Realizou-se hoje, dia 16 de Fevereiro, em Braga, em frente ao Banco de Portugal, um acampamento pelo direito à habitação. Várias pessoas aderiram à iniciativa do Movimento Os mesmos de sempre a pagar e que montaram a sua tenda no centro da cidade, demonstrando desta forma simbólica a sua indignação perante a “passividade do governo relativamente à especulação imobiliária e os lucros dos bancos”.

📸 Direitos Reservados

“Esses lucros milionários foram amassados com os sacrifícios e as dificuldades da imensa maioria dos portugueses.”

Segundo o Movimento, “os principais bancos em Portugal lucraram 1,89 mil milhões de euros, só nos primeiros nove meses do ano passado. Isto significa um crescimento superior a 80% face a igual período do ano anterior”. “E esses lucros milionários foram amassados com os sacrifícios e as dificuldades da imensa maioria dos portugueses – desde logo os que estão a receber as cartas desses mesmos bancos, a comunicar-lhes o aumento brutal da prestação da casa”, declaram.

Os mesmos de sempre a pagar afirmam, em comunicado, que “Braga era uma cidade falada por ser uma cidade de casas baratas. O mesmo aconteceu nos outros concelhos da região. Isso deu uma volta de 180 graus”. Na nota à imprensa dão conta de um exemplo real: “Ana Francisca Monteiro denunciou que até Setembro passado pagava ao banco 352,22€, a sua prestação foi aumentada nessa altura para 472,74€ e que na próxima actualização pode chegar a um valor de cerca de 800€ se o Governo não tomar medidas entretanto. Trata-se de um crédito de 150 mil euros a 40 anos”.

📸 Direitos Reservados

“O país precisa que haja coragem política para enfrentar os interesses da banca e da especulação imobiliária.”

Para este Movimento, “é a banca que deve suportar o aumento das taxas de juro e não as famílias”. Reiteram, no âmbito da reunião do Conselho de Ministros de hoje, que “o país precisa que haja coragem política para enfrentar os interesses da banca e da especulação imobiliária”.

📸 Direitos Reservados

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias