PSD: agradecimento e solidariedade com Guerreiro

Aparentemente o PSD mostra-se unido depois da querela sobre as inclusões e exclusões de militantes vimaranenses na lista de deputados.


O PSD vimaranense conforta-se com a escolha de André Coelho Lima para encabeçar a lista de Braga nas próximas legislativas.

O actual vice-presidente da comissão política nacional repete o 1º lugar na lista de candidatos, facto que deixa a secção de Guimarães entusiasmada por “ter novamente um dos seus destacados militantes na liderança desta importante eleição”.

Assinala a comissão política local que tal indicação “representa um motivo adicional de satisfação, sendo, essencialmente, o reconhecimento do excelente trabalho desenvolvido por André Coelho Lima na legislatura que agora termina”

“A afirmação nacional de quadros vimaranenses representa também um contributo importante para a projecção da nossa terra.”

E ressalta que “a afirmação nacional de quadros vimaranenses representa também um contributo importante para a projecção da nossa terra, bem presente nesta recondução”.

Registam ainda os membros do PSD como facto positivo “a inclusão de Bruno Fernandes na lista dos candidatos do distrito de Braga”.

Numa de agradar a gregos e troianos, a comissão política registou quanto lamenta “a não inclusão na lista de Emídio Guerreiro por decisão do líder do partido”, uma crítica explícita mas não vincada e que alterou a escolha da estrutura local e dos militantes de Guimarães.

E aproveita para manifestar o seu sincero agradecimento e reconhecimento a Emídio Guerreiro, pela sua dedicação e empenho ao longo dos mandatos que desempenhou como deputado e como governante. 

“Servir a causa pública é um ato de grande nobreza que Emídio Guerreiro soube dignamente honrar. O PSD continua a contar com a disponibilidade e com o contributo de Emídio Guerreiro, um dos principais quadros da concelhia de Guimarães”, sublinha a nota emitida após a reunião em que foram pedidas explicações ao presidente da comissão política sobre o não respeito pela cúpula nacional de uma indicação da concelhia local, sufragada pela Distrital e não aceite por Rui Rio.

Começa agora, um novo ciclo no PSD, que assinala a era de André Coelho Lima no espectro partidário nacional, figura que será incontornável nos próximos tempos.

“O PSD está preparado para garantir a Portugal uma alternativa credível para liderar o Governo do nosso país. O mais importante deste ato eleitoral é a escolha de uma liderança que altere o caminho do empobrecimento que Portugal tem seguido nos últimos anos. Essa alternativa está plasmada em Rui Rio e no PSD e é neste combate, por Portugal, que também os vimaranenses se devem empenhar” – termina o comunicado.

📸 Direitos Reservados

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também