PS: rejeita proposta da oposição de passes gratuitos para transportes públicos

A proposta da coligação Juntos por Guimarães, que propõe passes gratuitos para menores de 25 anos e maiores de 65, foi rejeitada pela maioria do Partido Socialista na votação, durante a reunião do executivo.


A proposta da oposição resume-se na “atribuição de passe mensal gratuito na utilização de transportes públicos para menores de 25 anos e maiores de 65 anos, com residência fiscal em Guimarães”.

O presidente do PSD, Ricardo Araújo, defendeu que esta proposta foi feita “para promover a sustentabilidade ambiental, para promover a utilização de transportes públicos, a criação de hábitos de utilização do transporte público e para diminuir a sobrecarga financeira no actual contexto que existe para estes segmentos da população”.

“Sou a favor de dar apoio aos que precisam e não aos que não precisam”.

Na análise antes da votação, o presidente da Câmara, Domingos Bragança, explicou que, “por princípio”, não é a favor de “dar tudo a todos por igual” sem ter em conta os rendimentos. “Sou a favor de dar apoio aos que precisam e não aos que não precisam”, referiu. O edil justificou a decisão, ainda, com uma impossibilidade jurídica relacionada com o contrato com a empresa de transportes, Guimabus. Ainda assim, reconheceu que a proposta tem “matéria para trabalhar”.

📸 DIREITOS RESERVADOS

Nas declarações finais, Ricardo Araújo afirmou que a justificação da maioria socialista “é uma trapalhada de argumentos”. “Aliás, proposta esta [da gratuitidade dos transportes até aos 25 anos] que vem ao encontro, também, daquilo que o Conselho Municipal de Educação, por unanimidade, propôs: transportes públicos gratuitos para estudantes, independentemente de rendimentos”, sublinha o vereador da oposição.

Na proposta aprovada por este órgão consultivo lia-se que pedia transportes “integralmente gratuitos para todos os jovens em idade escolar a residir ou estudar em Guimarães, independentemente dos seus circuitos escolares e domésticos ou da sua relação directa com o circuito escolar”. Segundo o social-democrata, a medida da coligação “vai mais longe” pois engloba todos os jovens até aos 25 anos e maiores de 65 anos residentes em Guimarães.

Na ausência do presidente da Câmara, o vereador Paulo Lopes Silva falou à imprensa e reiterou o que já tinha sido anunciado por Domingos Bragança, isto é, o desenvolvimento de um estudo do engenheiro civil especializado em transportes, Álvaro Costa, a ser entregue à Câmara Municipal de Guimarães até ao final do ano. O objectivo é averiguar a possibilidade de implementação da utilização tendencialmente gratuita e a gratuitidade ao fim de semana dos transportes públicos.

“O que foi apresentado pela oposição tentaria antecipar o resultado do estudo, seria uma medida avulsa e não uma medida estruturada de gratuitidade tendencial que queremos introduzir”, fundamenta o vereador socialista. Acrescentou que a proposta da oposição funcionaria “como uma medida avulsa e não como um pensamento estruturado sobre aquilo que devem ser as linhas orientadoras da gratuitidade tendencial”, algo que os socialistas têm frisado.

📸 GA!

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também