PS: militantes defendem frente a frente entre Sofia e Ricardo

Um debate entre candidatos à comissão política defendido por militantes já foi aceite por Ricardo Costa, em Moreira de Cónegos.


A campanha para a eleição da comissão política local na concelhia de Guimarães aqueceu. Ricardo Costa aceitou enfrentar Sofia Ferreira num debate entre candidatos. 

No último encontro com militantes socialistas, realizado Sexta-feira, em Moreira de Cónegos, alguns defenderam a ideia de um confronto de ideias, como útil para o partido.

E Ricardo Costa respondeu sim aos que consideraram a pertinência de um debate entre candidatos, agora resumido apenas a Sofia Ferreira e a Ricardo Costa.

Criar núcleos do PS no concelho, previstos nos estatutos, foi uma ideia avançada por Ricardo Costa no Fórum de Proximidade que decorreu em Moreira de Cónegos.

“Temos de reconquistar e de afirmar a política”.

“Temos de reconquistar e de afirmar a política. É preciso determinação e trabalho para continuar a crescer”, sustentou.

A esta forma de organização da secção dos militantes vimaranenses, o candidato defendeu “a intenção” de efectuar reuniões descentralizadas do secretariado e da comissão política, o que se pressupõe sejam feitas nesses núcleos organizados e representativos dos militantes.

Também sobre a forma de o partido interagir entre os militantes e os seus dirigentes, Ricardo Costa acentuou “a importância do PS se aproximar dos cidadãos com igualdade e verdade”, considerando que “o tempo da demagogia na política já fez o seu caminho”

“É uma zona geográfica de gente trabalhadora, que não pode ser esquecida”.

Agora o PS tem de ter “um papel mais activo, aproveitar as ideias dos militantes e ter uma maior representatividade no concelho”. E defendeu que a área sul de Guimarães “é uma zona geográfica de gente trabalhadora, que não pode ser esquecida. É rica no empoderamento de militantes e precisa de aumentar os investimentos no seu território, de muita relevância económica, cultural e social para Guimarães”.

O candidato fez uma primeira incursão sobre a avaliação das necessidades e a importância da realização de “investimentos financeiros de forma igualitária, a fim de promover a terra e as suas qualidades inerentes”, abrindo espaço de diálogo às próximas políticas municipais de desenvolvimento concelhio. 

Ricardo Costa justifica que é fundamental a “fixação das pessoas, a alteração do paradigma económico através da implantação do eco parque industrial para criar mais e melhor emprego” cuja implantação se começa a conhecer melhor. 

“Hoje, as distâncias não são relevantes para um gigante tecnológico poder estar em Guimarães, ao invés de estar em Silicon Valley” – referiu.

Defendeu, genericamente, que “reindustrializar com incorporação de novo conhecimento, tendo em conta os novos vectores estratégicos, como a robotização, a inteligência artificial” é justificável e alavanca de um novo desenvolvimento económico. Repetindo que “a criação de marcas e patentes num contexto que tem em conta o ciclo de vida do produto e do serviço cada vez mais curto” como outras medidas que importa estimular. 

Para além dos militantes de Conde, Gandarela, Guardizela, Lordelo, Serzedelo e Moreira de Cónegos, que pertencem à Comissão Social Interfreguesias (CSIF) Sul Nascente, a sessão foi participada pelos habituais acompanhantes do candidato.

O quinto Fórum de Proximidade realiza-se na tarde do próximo Sábado, 25 de Junho, às 15h30, na sede da União Desportiva de Polvoreira, destinando-se às freguesias de Mascotelos, Santiago de Candoso, Nespereira e Polvoreira, que integram a CSIF Rumo ao Futuro.

📸 Direitos Reservados

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também