8.4 C
Guimarães
Sábado, Dezembro 2, 2023

PCP: reclama intervenção do Governo para defender 50 trabalhadores da Confecções R. Piairo

Economia

O PCP tomou conhecimento que os trabalhadores da empresa Confecções R. Piairo Unipessoal Lda, em Guimarães, estão a atravessar uma situação “muito difícil” com vários meses de salário em atraso e concretização de despedimento colectivo.

Segundo o partido, o proprietário da empresa chegou a assumir perante os trabalhadores o compromisso de pagar os salários em atraso mas, sem justificação, não cumpriu esse compromisso. “Para agravar a situação, o proprietário avançou com o despedimento de todos os trabalhadores”, alegam.

A situação descrita atinge todos os trabalhadores da empresa, num total de cerca de 50, na sua maioria mulheres. Na sequência desta situação, os deputados do PCP na Assembleia da República questionaram o Ministro da Economia e do Mar e a Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, nos seguintes termos:

  1. Que informação tem o Governo da situação da empresa Confecções R. Piairo?
  2. Que acompanhamento está o Governo a fazer da situação?
  3. Que medidas estão a ser tomadas pelo Governo para o rápido pagamento dos salários em atraso dos trabalhadores?
  4. Que medidas tomará o Governo para defender os postos de trabalho, bem como os interesses e os direitos dos trabalhadores?
  5. Que apoios públicos, nacionais e comunitários, foram atribuídos à empresa R. Piairo nos últimos anos?

O PCP anuncia, ainda, que está marcada para amanhã, dia 12, uma acção de luta destes trabalhadores promovida pelo Sindicato Têxtil do Minho e Trás-os-Montes, com a qual o partido expressa a sua solidariedade.

📸 Direitos Reservados

© 2023 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias