18.4 C
Guimarães
Segunda-feira, Maio 27, 2024

Bombeiros: reabilitação da piscina vai gerar receitas próprias

Economia

“A grande vantagem da reabilitação da piscina é a de poder oferecer receitas próprias que serão injectadas na operacionalidade dos bombeiros” – declarou João Pedro Castro, presidente da direcção da corporação aos vereadores quando foi apresentado o projecto de obras, na reunião de Câmara de Segunda-feira.

Ao longo do ano os bombeiros fazem cerca de 35 intervenções por dia o que no ano de 2023 representou um total de 12.874.

PUB

A reabilitação das piscinas tem também um “valor sentimental” e a sua concretização corresponde “a ir aos anseios da população que pede insistentemente a sua abertura” para a prática desportiva informal e de exercício saudável. A competição desportiva de Natação não faz parte do programa da reabilitação.

O presidente da corporação defendeu, também, que a reabilitação e depois a sua utilização pela população “trará benefícios ao comércio local”, afectado que foi com o encerramento daquele equipamento.

Manuel Roque, do gabinete Pitágoras, explicou a natureza do projecto arquitectónico, concebido na base da necessidade de proporcionar receitas próprias aos bombeiros. A filosofia da intervenção, vai privilegiar o aumento do espaço disponível para vários serviços, mantendo os tanques de água com redução de um ligeiro consumo.

João Pedro Castro deu nota das alterações constantes do programa de reabilitação da piscina. © Direitos Reservados

Ajustar o edifício onde funciona a piscina às condicionantes da legislação actual também consta do programa. A grande intervenção será a eliminação das bancadas e a demolição dos balneários, a refuncionalização das entradas e saídas e a recolocação do quiosque.

O espaço interior terá condições para acomodar serviços externos à corporação como forma de rentabilização do espaço em áreas de serviços e de pequenos comércios.

O piso superior do edifício será remodelado e melhor aproveitado, com a reabilitação a sujeitar-se às regras legalmente exigíveis.

Os vereadores do PSD entenderam “comentar” de forma suave o que lhes foi apresentado. Bruno Fernandes lembrou “a ligação sentimental” das piscinas com a comunidade. Confirmou que ter mais receitas próprias é dar aos bombeiros ferramentas para construirem a sua autonomia e não esqueceu o contributo que ter as piscinas activas dará à cidade e à sua urbanidade. Ricardo Araújo sublinhou quase o mesmo do seu colega ressalvando a funcionalidade do equipamento agora com um objectivo bem definido, o de estar ao serviço da população.

Domingos Bragança sublinhou que agora serão os bombeiros a tratar do processo burocrático da construção e adjudicação do projecto que será financiado pela Câmara Municipal.

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias