Guimarães: participa na Missão Cidades da UE com Porto e Lisboa

A Comissão Europeia anunciou, hoje, as 100 cidades europeias que vão participar na Missão da UE Cidades com Impacto Neutro no Clima e Inteligentes até 2030, a chamada Missão Cidades.


São 100 cidades situadas nos 27 Estados-Membros (ver infografia) e de 12 cidades de países associados ou com potencial para serem associados ao Horizonte Europa, o programa de investigação e inovação da UE (2021-2027).

A UE tem 75% dos seus cidadãos a viver em áreas urbanas, onde se consome mais de 65% da energia mundial e são responsáveis por mais de 70% das emissões de CO2. Tal justifica a existência de eco-sistemas de experimentação e inovação, a fim de poderem ajudar todas as outras cidades na sua transição para a neutralidade climática até 2050.

“Estas cidades vão abrir o caminho para um futuro mais são”.

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão, afirmou: «A transição ecológica está a avançar em toda a Europa. Mas são sempre necessários pioneiros cujos objectivos sejam ainda mais audaciosos. Estas cidades vão abrir o caminho para um futuro mais são, pelo que podem, desde já, contar com o nosso apoio. Ponhamos mãos à obra hoje mesmo» – refere o comunicado da Comissão Europeia difundido hoje.

Entre 2022-2023, a Missão Cidades receberá 360 milhões de euros do Horizonte Europa, a fim de poder começar a trilhar percursos inovadores rumo à neutralidade climática até 2030.

As acções de investigação e inovação concentrar-se-ão nos sectores da mobilidade limpa, da eficiência energética e do planeamento urbano ecológico, e possibilitarão o desenvolvimento de iniciativas conjuntas e o reforço de esforços colaborativos em sinergia com outros programas da UE.

📸 Direitos Reservados

As cidades beneficiarão de aconselhamento e assistência específicos prestados por uma plataforma específica gerida pela NetZeroCities, de oportunidades de financiamento adicionais e terão a possibilidade de participar em grandes acções de inovação e projectos-piloto. A Missão abre também novas oportunidades em matéria de conexão em rede, intercâmbio das melhores práticas entre cidades e apoio à mobilização dos cidadãos.

Agora, a Comissão Europeia vai convidar as 100 cidades seleccionadas a elaborar contratos das cidades para o clima, que incluirão um plano global para a neutralidade climática em todos os sectores, como a energia, os edifícios, a gestão dos resíduos e os transportes, bem como planos de investimento conexos.

Este processo contará com a participação dos cidadãos, das organizações de investigação e do sector privado. Os compromissos claramente assumidos pelas cidades no âmbito dos respectivos contratos permitir-lhes-ão dialogar com a UE, com as autoridades nacionais e regionais e, sobretudo, com os seus próprios cidadãos, para efeitos da concretização deste ambicioso objectivo.

© Direitos Reservados

Além disso, tendo em conta que 377 cidades demonstraram um enorme interesse em participar na Missão, a Comissão está também a preparar-se para prestar apoio às cidades que não foram seleccionadas através, nomeadamente, de assistência à Plataforma da Missão e da criação de oportunidades de financiamento no âmbito do Programa de Trabalho Missão Cidades do Horizonte Europa.

Frans Timmermans, vice-presidente executivo do Pacto Ecológico Europeu,afirmou: «As cidades estão na vanguarda da luta contra a crise climática. Quer se trate de ecologizar os espaços urbanos, diminuir a poluição atmosférica, reduzir o consumo de energia dos edifícios ou propor soluções para uma mobilidade limpa, as cidades são, frequentemente, o pólo central das mudanças que a UE tem de introduzir para poder efectuar, com êxito, a transição para a neutralidade climática. Dou os meus parabéns às cidades hoje seleccionadas e aguardo com expectativa as soluções que irão desenvolver para conduzir os cidadãos e as empresas rumo a um futuro mais ecológico».

📸 Direitos Reservados

“Encorajo todas as cidades a estabelecer contactos e a colaborar com todos os intervenientes”.

Mariya Gabriel, comissária da Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude, afirmou: «As missões do Horizonte Europa têm um grande potencial para realizar os objectivos do Pacto Ecológico Europeu, nomeadamente no que respeita à segurança energética da Europa. As cidades seleccionadas, que abrangem uma vasta pegada geográfica, representam um primeiro passo neste sentido. Queremos, que graças à inovação e à capacitação de grandes e pequenas cidades com diferentes níveis de experiência e capacidades, os benefícios concretos se façam sentir em todas as regiões e junto de todos os cidadãos. Encorajo todas as cidades a estabelecer contactos e a colaborar com todos os intervenientes, incluindo, obviamente, os seus cidadãos, a fim de que possamos alcançar os nossos ambiciosos objectivos».

Recorde-se que a Comissão Europeia lançou em Setembro de 2021, a Missão Cidades para juntar a outras quatro missões da UE que abrangem os desafios globais em matéria de adaptação às alterações climáticas, recuperação dos nossos oceanos e águas, solos saudáveis e cancro. Em 15 de Dezembro de 2021, foi publicado um programa de trabalho específico para as missões Horizonte Europa. 

📸 Direitos Reservados

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também