19.5 C
Guimarães
Segunda-feira, Julho 15, 2024

Indústria na UE: mais ambição é o que pedem os sectores têxtil, vestuário, couro e calçado

Economia

Os parceiros sociais dos sectores têxtil, vestuário, couro e calçado (TVCC) da União Europeia (UE) – Euratex, CEC, Cotance, e IndustriALL Europe – definiram as suas prioridades para o próximo mandato europeu (2024-29), que acreditam que irão complementar o Pacto Ecológico e manter empregos de qualidade na Europa.

Todos os parceiros sociais convergem na ideia de que é preciso mais ambição na salvaguarda destes sectores que mantêm empregos de qualidade na indústria do velho continente. 

Os parceiros sociais do TVCC são todos signatários da Declaração de Antuérpia para um Pacto Industrial Europeu e expressam o seu total apoio a esta iniciativa para complementar o Pacto Ecológico e manter empregos de qualidade na UE dos 27. Euratex (Confederação Europeia da Indústria Têxtil e do Vestuário), Cotance (Confederação Europeia da Indústria do Couro), CEC (Confederação Europeia da Indústria do Calçado) e IndustriALL Europe (Federação dos Sindicatos Europeus) alinham pela mesma diapasão.

Por isso apelaram já aos futuros decisores políticos da UE que não podem esquecer que os TVCC representam mais de 1,5 milhões de empregos na UE (têxtil e vestuário: 1300000, curtumes e couro: 34531, calçado: 222000) e um volume de negócios combinado de mais de 200 mil milhões de euros (T&V: 170 mil milhões de euros, C&C: 7,3 mil milhões de euros, calçado: 23,2 mil milhões de euros). 

As indústrias continuam a enfrentar uma série de desafios, incluindo uma concorrência global feroz, preços elevados da energia, uma mão de obra envelhecida e um enorme aumento de nova legislação. Estes desafios são especialmente difíceis devido ao facto de mais de 99% das empresas dos sectores TVCC serem PME. 

Deste modo, os parceiros sociais europeus apelam a um maior foco e compromisso no próximo mandato da UE (2024-2029) – cujas eleições tiveram lugar em Portugal, e em muitos países da UE, neste último Domingo – para garantir que os sectores TVCC possam tornar-se sustentáveis e digitais, mantendo-se competitivos no mercado global, e que nenhuma região, empresa ou trabalhador seja deixado para trás.

Em relação à Declaração de Antuérpia, a Euratex, a Cotance, a CEC e a IndustriAll Europe também assinaram uma declaração conjunta específica focada na dimensão social de um Pacto Industrial da UE, que é vital para garantir o seu sucesso e aceitação social.

Os parceiros sociais do TVCC consideram como suas prioridades, anunciadas num comunicado, para garantir empregos de qualidade na Europa: assegurar uma transição justa para as suas indústrias e trabalhadores; desenvolver uma agenda de requalificação e melhoria das competências; promover o diálogo social e a participação dos parceiros sociais; assegurar um quadro regulamentar sensato, estável e coerente para as suas indústrias; acesso a energia e a matérias-primas; comércio livre e justo para garantir condições de concorrência equitativas; e sustentabilidade e aumento da procura por produtos fabricados na Europa.

“Os parceiros sociais do TVCC esperam trabalhar com os novos decisores políticos da UE no seu próximo mandato (2024-2029) e estão prontos a colaborar com eles para concretizar um Pacto Industrial da UE focado em garantir empregos de qualidade para os sectores têxtil, vestuário, couro e calçado na Europa”, concluem a Euratex, Cotance, CEC e IndustriAll Europe no comunicado conjunto.

© 2024 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias