Heimtextil: uma feira especial de Verão para alguns

Uma Heimtextil intermédia, irmã de outras duas feiras – Techtextil e Texprocess – concitam, a partir de hoje, as atenções do universo têxtil mundial.


Uma feira de Inverno a meio de Junho foi encarada de modo diferente pelas empresas portuguesas: as que vieram e as que esperam apenas regressar em Janeiro de 2023.

Só assim se explica que os imensos corredores da Messe de Frankfurt permanecem quase vazios, sem o habitual e inconfundível frenesim dos que vivem do sector de têxtil-lar, das 9h às 18h00, de Terça a Sexta-feira.

Mesmo espalhando as outras duas feiras pelos imponentes pavilhões do perímetro ferial a menos de 10 minutos do centro da capital comercial da Alemanha e sede do Banco Central Europeu, a verdade é que três não valem por uma.

A participação portuguesa, habitual entre o top 10 de expositores da Heimtextil, entrou nesta feira de recurso – apelidada de Summer Special – sem muitos dos seus melhores e habituais representantes. E com a intenção de esvaziar o vazio de dois anos sem feira que o covid-19 desalojou do seu calendário.

Porquê? Porque a primeira semana de Janeiro em que se realiza há mais de 50 anos continua sendo a data ideal e que permite uma melhor planificação industrial e comercial a cada empresa.

Uma das razões para as ausências de outras empresas tem a ver com os custos elevados desta participação – de stands, pessoal, deslocações – quando já têm a sua produção assegurada.

Doutro modo, o que as empresas podem apresentar em termos de moda em tendências que em Agosto passado já foram mostradas – e se encontram em produção – tudo junto não muda a convicção de muitos industriais de que a presença de visitantes compradores não atingirá  os números habituais de Janeiro.

Para os que vão, a esperança de encontrar novos clientes é motivo para esta deslocação a Frankfurt, a meio do ano, com um tempo bem mais agradável de que o frio ou a neve do primeiro mês do ano.

A Lasa – tem associada a Filasa que participa na feira dos técnicos -, a Crispim Abreu, a ACL Impex, Apertex, B. Sousa Dias, Têxteis Penedo, Marizé e a Polopique que se estreia nestas andanças, oferecem um panorama razoável que prestigia o têxtil-lar português e vimaranense.

Na feira dos têxteis técnicos – Techtextil – a Inovafil, Coltec, Filasa, e a Endutex formam um grupo já habitual neste certame mais especializado.

As empresas portuguesas e vimaranenses acentuam a sua aposta na sustentabilidade perante a concorrência feroz de turcos e italianos que dominam o mercado mundial de têxteis técnicos.

📸 PUB

Neste triângulo de feiras, em que o têxtil-lar aparece associado ao têxtil técnico, o curioso é saber quanto as empresas vão inovando na utilização de novos materiais, combinando-os com a necessidade de aumentar a sustentabilidade do processo produtivo e de produzir cada vez mais artigos de moda, de uso comum, que possam dar ao mercado a ideia de que a certeza de que a inovação tem atrás de si enormes vantagens.

📸 GA!

José Neves, da Coltec, empresa com sede em Polvoreira, trouxe um conjunto de produtos laminados (coating) cuja novidade é a sua produção por extrosão directa sobre tecidos. A sua aplicação nos têxteis-lar, na confecção, no calçado e na publicidade já deu provas de poder ter sucesso. “Essa é a novidade que pretendemos agitar o mercado nesta área de têxteis técnicos” – revela o empresário.

Também neste sector, a Filasa apresenta fios novos, de bambu com soja branqueada e de lioncel com naia, obtida a partir da fibra de alcatifa.

A Selectiva Moda que tem vindo a dinamizar a internacionalização das empresas portuguesas num sector muito competitivo como é o dos têxteis técnicos, destaca a forte presença nacional na Techtextil.

HEIMTEXTIL 2022:

ACL Impex, A. Ferreira & Filhos, Apertex, B. Sousa Dias & Filhos, Crispim Abreu & Cia, Elastron Portugal, Fábrica de Tecidos Marizé, Fundamentos – Representacões, Foot By Foot – Revestimentos Têxteis, João & Feliciano, Mário & António, Miguel Muns PY-Têxtil, Monteiro Ribas – Revestimentos, Mundotêxtil – Indústrias Têxteis, Newplaids Têxteis Lar, Ocitex Têxtil Ocidente, Têxteis Penedo, Tela’s Design, Têxteis Colmaco – Indústria de Colchas, Tecidos de Torres Novas, Pereira & Freitas, Polopiqué, Lasa Home / Miguel Antunes Fernandes.

📸 GA!

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também