Vitória e Boavista: um derby com uma história recheada de peripécias

Para João Henriques, a 2ª volta, começa, hoje, às 20h30 quando defrontar o Boavista na 21ª jornada da Liga, sendo para si o 18º jogo enquanto treinador do Vitória.


O Boavista-Vitória tem muitas histórias pelo meio. E este não foge à regra porque marca, uma volta depois, o primeiro jogo com que João Henriques se estreou no banco vitoriano. Esquecer a derrota com o Paços de Ferreira é o objectivo imediato, amealhar pontos para descontar o perdido é tarefa exigente, promessa adiada e desejo declarado para levar o Vitória ao 5º lugar.

João Henriques sai em defesa da sua equipa, no dia de defrontar o adversário que foi seu rival na procura de um lugar europeu, durante muitas épocas. E destaca “o carácter desta equipa nunca se pode colocar em questão, porque já o demonstrou por muitas vezes”. E sem dúvidas sustenta que “o foco e ambição são os mesmos, não há nada de novo”.

O que há, é mesmo “uma grande vontade de vencer”, um desejo de “corrigir as coisas menos boas que foram feitas”, numa “semana normal dentro do trabalho que temos de fazer”. Por isso, é obstinado em defender que “o carácter nunca pode ser colocado em causa porque os meus jogadores sabem que a responsabilidade é só nossa”. E prosseguiu “nós é que temos de entrar em campo com a ambição de vencer, num campeonato diferente em que temos de estar atentos a todos os pormenores”.

Sobre o adversário, orientado por um treinador com currículo e muita experiência, classificado no 17º lugar do campeonato, o treinador desvaloriza esse pormenor classificativo, e está atento, ao passado mais recente da equipa de Jesualdo Ferreira.

©Vitória SC

“É um adversário que tanto pelas exibições como pelos resultados se percebe que é uma equipa boa. Tem um dos melhores treinadores portugueses de sempre com quem gostamos todos de aprender” – salienta para lembrar que o lugar na tabela classificativa do Boavista “não corresponde ao que tem feito em muitos jogos e nos últimos jogos está à vista o que podem fazer”.

O treinador do Vitória realça a “forma competente” como actuaram e “a combatividade demonstrada”, daí que perceba que “só um melhor Vitória pode ultrapassar o Boavista”. O processo de evolução da equipa não se interrompe e sustenta que “temos de continuar a crescer” para enfrentar um adversário que “já apresentou nuances diferentes de estrutura, mas dinâmicas próprias”. Garante que “estamos preparados para o que o Boavista pode apresentar, mas, sobretudo, preparados para o que podemos fazer”.

“O Vitória vai lutar pelo melhor lugar possível, desde o primeiro às restantes vagas para entrar nas competições europeias…”

João Henriques continua a olhar para cima e falou sobre a classificação da equipa e o objectivo final para a temporada. “O Vitória vai querer estar nos lugares que sempre desejou estar, de acesso às competições europeias. Ponto final, parágrafo. Vamos ter responsabilidade máxima em todas as competições. O objectivo é claro. O Vitória não vai jogar para ficar no 7º ou 8º. O Vitória vai lutar pelo melhor lugar possível, desde o primeiro às restantes vagas para entrar nas competições europeias.”

Com um calendário exigente neste mês de Fevereiro, o Vitória teve de fazer alterações no grupo titular escalado para cada jogo, com João Henriques a fazer ajustes à equipa. “O que nós fomos fazendo teve várias nuances, algumas deveram-se à adaptação ao meio, como aconteceu no jogo com o Belenenses. Depois, tivemos a questão da fadiga, como foi o caso do André Almeida, que teve uma fadiga localizada e teve de ser gerido com pinças. De repente, tivemos o Janvier que entrou na equipa e teve uma pequena lesão. Obviamente que cada vez que escolhemos um “onze” tem a ver com o que pretendemos para cada jogo. Foi através de um processo de gestão, dos jogos consecutivos que tivemos o rendimento dos jogadores e do plano técnico e estratégico” adoptado.

Os 22 convocados para o encontro são: Bruno Varela, Easah Suliman, Abdul Mumin, Marcus Edwards, Bruno Duarte, André André, Gideon Mensah, Rochinha, Falaye Sacko, Pepelu, Rúben Lameiras, Mikel Agu, Wakaso, Matous Trmal, Óscar Estupiñán, Jorge Fernandes, Jhonatan, Zié Ouattara, André Almeida, Noah Holm, Miguel Luís e Nicolas Janvier. Sílvio, Quaresma e Joseph estão lesionados e não poderão dar o contributo à equipa.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2,728FansCurti
0SeguidoresSeguir
70SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa / digital

Leia também

Novo livro: Ferreira de Castro e(m) Guimarães

No âmbito do Dia Mundial do Livro, Álvaro Nunes e...

Síncope: artista Carlos A. Correia estreia hoje no espaço Oub’lá

O espectáculo está dividido em três partes. Músic...

Moreirense: início fatal afasta o 6º lugar

Nos primeiros 11’ da partida, o Moreirense sofreu...

Vitória: o resultado é bem melhor que a exibição

Com um golo de Rochinha (16’), o Vitória importou...

Vitória: inverter o ciclo com o Santa Clara

O jogo com o Santa Clara é crucial no resto do ca...