Carlos Carneiro: “Esta cidade proporcionou-me momentos que jamais esquecerei!”

“Sou vimaranense e vitoriano com orgulho e o Xico também está no meu coração” – declarou Carlos Carneiro, quando sentiu, na cerimónia que decorreu no salão nobre da Câmara, o valor que recebia como reconhecimento e homenagem “de uma cidade simpática comigo, que fica na minha memória, ao proporcionar-me um momento que jamais esquecerei”.

Carlos Carneiro, sentiu o peso da emoção, na hora de receber a homenagem feita pelo Município, num momento em que deixa de ser jogador de andebol, de correr atrás da bola e de a rematar, em pavilhões desportivos com adeptos e público, actividade que lhe valeu hoje, no fim da sua carreira, o reconhecimento que faz justiça aos seus feitos desportivos e o torna numa referência do desporto no país e em Guimarães, enquanto atleta.

A homenagem, “na minha terra”, e o fim de uma carreira de sucesso no Andebol, a presença de amigos com quem jogou, fez Carlos Carneiro, recordar as suas origens, de um jovem que começou cedo a praticar o Andebol, num pavilhão perto, do local onde nasceu: o Bairro da Nossa Senhora da Conceição.

Quando falava não conteve, nem a emoção, nem as lágrimas num agradecimento aos seus colegas e amigos, o apoio que sempre lhe deram e que “ele sentiu como um forte apoio a um miúdo que vivia num bairro problemático” e que graças ao desporto e aos amigos, companheiros de jogo, não se tornou, também, ele “um jovem problemático”.

O Vitória e o Xico Andebol associaram-se a este reconhecimento, por Carlos Carneiro se ter mostrado, desde novo, “um grande atleta”, como sublinhou Gabriel Pontes, vice-presidente do VSC. E também um “ícone” desportivo, capaz de servir de exemplo para “atrair mais jovens para o desporto”.

O presidente do Xico Andebol, Diogo Ribeiro referenciou o estatuto desportivo “de um atleta que fez mais de 100 jogos pela selecção nacional” e considerando essa representação “um privilégio” que muitos jovens gostariam de ter nas suas carreiras, representando “muito trabalho, milhares de horas de treino e de jogos”, numa relação amistosa com treinadores, dirigentes, massagistas, colegas e pessoal médico.

“Queremos que transmitas toda a energia fora dos pavilhões, assumindo funções de coordenador…”

Diogo Ribeiro disse que Carlos Carneiro tinha assumido “uma grande responsabilidade na prática da modalidade”, e que se tornou “acrescida” pelos conhecimentos que ganhou como atleta. Por isso, “queremos que transmitas toda a energia fora dos pavilhões, assumindo funções de coordenador”.

“Não podíamos deixar que o Carlos Carneiro, nascido para o desporto em Guimarães, no bairro da Nossa Senhora da Conceição, não visse reconhecida a sua carreira de desportista” – salientou Domingos Bragança, a justificar a homenagem do Município de Guimarães a um dos seus referentes na área do desporto.

O presidente da Câmara sublinhou ainda que o Carlos Carneiro, “ficou sempre próximo de Guimarães, quando a competição o levou para longe”, reforçando que “em toda a sua actividade desportiva”, Carlos Carneiro deixou vincado “o seu ADN de paixão, de conquista e de identidade, com o espírito vimaranense”.

© Município de Guimarães

E adiantou mesmo que “não há nada que este orgulho de ser vimaranense, que o Carlos Carneiro nunca deixou de demonstrar, não faça acontecer”. Daí que “esta homenagem é um orgulho para todos os vimaranenses”, reiterando que “os nossos desportistas são um exemplo a seguir”.

A homenagem do Município a Carlos Carneiro, representa “um reconhecimento ao seu passado e palmarés desportivo”, num fecho de um ciclo e ainda para o novo ciclo que Carlos Carneiro vai iniciar, também, no Desporto e ao serviço do Xico Andebol.

O presidente da Câmara convidou Carlos Carneiro para se tornar “embaixador” de Guimarães, através do Desporto, juntando-se a outros desportistas e personalidades que aceitaram este estatuto.

© 2020 Guimarães, agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1,979FansCurti
0SeguidoresSeguir
50SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa

- publicidade -

Leia também