Vitória: André Silva um artista entre trabalhadores

O golo obtido ao fechar a 1ª parte tranquilizou a equipa que dominou por completo o Desportivo de Chaves na segunda metade do jogo.


Os suspeitos do costume fabricaram o primeiro golo: Rúben Lameiras cruza alto e colocado, da direita para a esquerda, Jota Silva toca de cabeça e coloca à frente de André Silva que finaliza com arte e da melhor forma com o pé esquerdo.

Obtido no último minuto (45’+3′) da primeira parte, o golo circunstancial pôs fim ao equilíbrio que as duas equipas alimentaram num jogo mais musculado, de lutas individuais, de choques entre jogadores, de agarrões das camisolas.

O Vitória não apresentou em Chaves, o futebol de arte, com bola a roçar a relva. Aceitou participar num jogo atabalhoado, de bola no ar, indo à luta com o Chaves neste tipo de futebol que não é o seu.

Os guarda-redes pouco fizeram porque havendo remates à baliza, eles saíram por cima e ao lado.

André Silva teve dois que prenunciaram o seu golo, fruto de um trabalho na área; o Chaves viu um golo anulado obtido num remate de João Mendes precedido de um fora de jogo que o árbitro anulou.

Depois do intervalo a história foi outra. O Vitória foi dono e senhor do jogo: evitou jogar como o Chaves gosta, de bola no ar e de empurrão, assentou o seu jogo com toques de técnica – Rúben Lameiras deu vida aos seus dribles, aproveitou o espaço livre para trocar a bola.

Viu-se, afinal, que o golo trouxe serenidade à equipa, acentuando um domínio que nem a expulsão de Alfa Semedo aos 82’ condicionou, apesar de o Chaves ter tentado aproveitar essa circunstância.

Bruno Varela esteve mais em acção o que significa que o Chaves valorizou este triunfo que Moreno Teixeira prometeu – e cumpriu – de iniciar o campeonato com um triunfo, o que já não acontecida desde a época 2017/18.

O Vitória alinhou com: Bruno Varela, Miguel Maga, André Amaro, Mikel, Hélder Sá, Tiago Silva (Matheus Índio 86’), Ibrahima Bamba, Rúben Lameiras, Jota Silva (Nelson da Luz 74’), André Almeida (Dani Silva 74’), André Silva (Anderson 74’).

Amarelos: Mikel (16’), Miguel Maga (18’), Ibrahima Bamba (23’), Hélder Sá (46’), André Amaro (54’), Tiago Silva (82’), Bruno Varela (83’), Matheus Índio (86’ / 95’).
Vermelhos: Alfa Semedo (82’), Matheus Índio (95’).

Golos: André Silva (48’).

📸 LPFP

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também