1.5 C
Guimarães
Sexta-feira, Fevereiro 3, 2023

Vitória 21/22: Pepa garante que a equipa está bem

Aí está a nova época, com a esperança de que os adeptos possam encher o estádio e o Vitória abra uma nova página na sua história desportiva.


O Leixões é o primeiro adversário, na Allianz Cup, a taça da liga que se torna a primeira competição da época.

Deixando transparecer confiança, depois de um trabalho de preparação sem hiatos e com a quase totalidade dos jogadores disponíveis, Pepa revela que “a equipa está bem, sabendo que não há perfeição em nada”.

Explica que “tem havido um trabalho contínuo nas últimas quatro semanas e as ideias estão a ser bem assimiladas”. Mas claro “temos muito para crescer, mas sinto que a equipa está no caminho que pretendemos”.

A ansiedade do início de época é tanto natural como habitual, a que se junta a confiança. Pepa entende “a Taça da Liga como uma competição que vai sendo metida onde é possível no calendário de jogos”. Apesar disso não a desvaloriza e encara-a como mais uma onde o Vitória tem de dar sinais de nela participar com objectivos.

“Temos trabalhado no sentido de a equipa se apresentar bem e sinto que estamos de facto cada vez melhor em relação às nossas ideias”, avança na sua primeira conferência de imprensa de antevisão do jogo.

Pepa lembra que em cada treino ou cada jogo, “há sempre algo mais para adquirir, sabendo que temos pela frente um jogo de mata-mata. Temos trabalhado com o objectivo de sermos sempre melhores amanhã e sinto a equipa a crescer” – declarou.

Bruno Varela não vai jogar, uma lesão que abre a titularidade a Matouš Trmal. O treinador não revela preocupação antes admite e reforça a confiança que tem no plantel.

“É isso que queremos: competitividade interna, isso tem de estar sempre presente.”

“As dores de cabeça são sempre boas – defende – umas mais do que outras, isso é sinal de competitividade. É isso que queremos: competitividade interna, isso tem de estar sempre presente. Só assim poderemos ser cada vez melhores, jogando nos nossos limites”.

Resolver o resultado nos 90’ é a missão que Pepa quer que os jogadores cumpram. “É isso que nos temos habituado nos treinos”.

© Vitória SC

Por isso, a não entrada de Bruno Varela e a sua substituição por outro é apenas um indicador da “competitividade do plantel e tem de estar sempre presente e ser algo muito natural. Há muita qualidade nos guarda-redes do Vitória. Há qualidade e quantidade de opções”.

O treinador do Vitória que faz o seu primeiro jogo no banco da equipa ao serviço do clube, deixou claro que “nesta posição específica a dor de cabeça é zero porque há qualidade. É uma pena a lesão do Varela, ele vai recuperar bem e quem temos vai dar bem conta do recado” – disse convictamente.

Sobre o Leixões (hoje, 20h15m) Pepa está ciente de que “nestes primeiros jogos oficiais, na Taça da Liga ou campeonato, ninguém vai totalmente às escuras”, mostrando que a sua equipa “tem de perceber sempre as dinâmicas das equipas adversárias e das respectivas individualidades”.

Sublinhou, contudo, que “o mais importante é o que nós queremos fazer, é o Vitória. Só interessa o que podemos controlar. Isso é que é prioritário: a nossa dinâmica, aquilo que nós pretendemos incutir no jogo” – concluiu.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também