8.8 C
Guimarães
Terça-feira, Fevereiro 7, 2023

Taça da Liga: Vitória joga em Pina Manique a 2ª fase

Só um triunfo dá ao Vitória a entrada na fase de grupos de uma competição onde se conhece o campeão de Inverno do futebol português.


Obrigação e responsabilidade de ganhar são as duas palavras fortes usadas por Pepa para antever o jogo com o Casa Pia, de amanhã, Domingo.

O treinador declarou, na conferência de imprensa, que “a vitória é um objectivo e não o escondemos”. E reforçou: “Temos essa obrigação, responsabilidade e o querer de estar na fase seguinte. Não vale a pena queimar etapas e pensar no que poderá vir a seguir. Não nos podemos desviar do foco, interessa o jogo de Domingo, o mata mata”.

Para além do resultado, Pepa quer aproveitar o jogo para que a equipa possa acrescentar qualidade, “fazer os jogadores crescerem individualmente e colectivamente”.

© Vitória SC

E assim, juntar o útil ao agradável pois “o foco é passar a eliminatória para entrar na fase de grupos. Temos de estar preparados”.

O Casa Pia será sempre um adversário que pode tornar “o jogo difícil, seja em casa ou fora, mas temos de dar continuidade ao que queremos consolidar”. Por isso, pretende que os jogadores demonstrem “uma ideia forte e espírito muito intenso” e com “naturalidade as coisas vão acontecendo”.

O jogo com o Casa Pia, é a eliminar e por isso, olhando para o adversário, Pepa focaliza a sua atenção naquilo que o Vitória pode fazer para criar perigo junto da baliza adversária. “Há certas equipas que dentro do campo mudam um pouco. Há equipas menos difíceis de analisar, um treinador que conheço e o trabalho que tem feito, nota-se bem o seu sistema, a sua organização e o modo como é orientada. Já temos identificado onde podemos ferir o Casa Pia. Amanhã queremos muito tomar conta do jogo e sermos dominantes”.

“Será com o sorriso na cara que vamos ter os adeptos ao nosso lado. Já os vi do outro lado. Esta abertura para os adeptos é fantástica.”

Este jogo com o Casa Pia marca o reencontro dos adeptos do Vitória com a sua equipa, um ano e meio depois. O treinador vitoriano partilhou o sentimento que é vivido pelo regresso do 12º jogador da equipa. “É fantástico para o futebol, ainda para mais para o Vitória que é um clube especial. Isolando o que interessa, o Vitória, se os adeptos do futebol já são especiais, estes são o quê? São 96, mas se fosse possível estariam lá mais. Será com o sorriso na cara que vamos ter os adeptos ao nosso lado. Já os vi do outro lado. Esta abertura para os adeptos é fantástica. Não tenho dúvidas que a equipa pode beneficiar disso. Quantos mais tivermos, mais ajuda vamos ter. Estes adeptos são especiais e cabe-nos a nós alimentar essa chama. Queremos que tenham orgulho do que fazemos dentro do campo” – concluiu.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também