Moreirense: Penafiel pôs em causa a liderança

O percurso 100% vitorioso foi interrompido em Penafiel e Paulo Alves pode aproveitar o empate para uma reflexão sobre os desafios seguintes.


A liderança incontestada do Moreirense foi colocada em causa e poderá ser partilhada (em pontos) com o Vilafranquense se este ganhar ao Farense.

O Moreirense cumpriu o sétimo jogo a marcar e não sofrer no campeonato, até ao intervalo. Uma marca que é também um hábito e que regista um comportamento de entrega na busca do melhor resultado.

Perante um adversário mais forte (na classificação) do que outros que já defrontou, o Moreirense ilustrou a sua exibição nos primeiros 45′ com um futebol activo. 

A bola circulava, em vários direcções, ao primeiro toque, atormentando o adversário com sucessivas mudanças de flanco e de velocidade.

O primeiro golo de Lawrence Ofori (32’) – apareceu no lugar do ponta de lança para marcar – é o resultado desta manobra do Moreirense, período em que a equipa e alguns jogadores também mostraram toques de classe individual, um óbvio sinal de tranquilidade que a equipa respira e com a qual vem esmagando os seus adversários.

E foi uma – de duas – oportunidades criadas para golo. A primeira resultou de um bailado sobre a direita e dentro da área do Penafiel, de Kodisang que deixou para David cruzar com perfeição. O voo de Franco e o remate de cabeça saiu ao lado.

Até ao intervalo, o Penafiel foi tentando chegar à igualdade mas dentro da área não construiu qualquer oportunidade para marcar.

Contudo, após o reatamento o Penafiel apareceu desafiador e a perturbar a defensiva da equipa de Paulo Alves

Kewin Silva foi posto à prova e em ocasiões sucessivas até Édi Semedo (54′) lograr a igualdade, num lance concluído dentro da pequena área.

Perante a igualdade e a euforia do Penafiel – cotou-se mais dominador e senhor do jogo -, Paulo Alves fez duas alterações em simultâneo: Alan para o lugar de Franco e Camacho para substituir Walterson Silva.

Uma tentativa de suster a fúria dos penafidelenses que em 20 minutos impuseram uma nova ordem no jogo a que o Moreirense tentou responder com lances de contra-ataque nem sempre bem aproveitados.

Num desses lances, Platiny rematou, com a baliza por perto, mas um defesa cortou para canto. Depois, em resultado de mais um passe de David Bruno, a colocar a bola na área, proporcionou a Steven um remate em dificuldade que poderia ter dado o 2-1.

Nos minutos finais, a equipa de Paulo Alves lutou pelo triunfo, insistiu com lances mais perigosos não concretizados.

O Moreirense alinhou com: Kewin Silva, David, Rocha, Hugo Gomes, Frimpong (Pedro Amador 85’), Lawrence Ofori, Soriano Mané, Franco (Alan 59’), Kodisang (Aparício 85’), Walterson Silva (Camacho 59’), Platiny (Steven 75’).

Amarelos: Rocha (8’), Kodisang (79’).

Golos: Lawrence Ofori (32’).

📸 Moreirense FC

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também