Desafio: músicos criam a partir dos seus espaços de quarentena

São dezenas de artistas. De renome nacional e internacional. De várias zonas e representantes de vários estilos musicais. A ideia surgiu de Hélder Costa.


Mário Laginha, Abe Rábade, Manuel d’Oliveira, Mário Gonçalves, Marco Ferreira, Nuno Cachada, Pedro Emanuel, Samuel Coelho e Cristina Marvão são alguns dos nomes que fazem parte deste trabalho intitulado “dois mil e vinte”. “O Tempo não Parou” é um projecto colaborativo que pretende privilegiar a fusão entre vários estilos, desde a música clássica à música tradicional, passando pelo rock e o jazz. É uma homenagem à arte e a todos os artistas.

A intenção dos mentores celebrar este projecto com concertos, que terão a particularidade de reunir em palco músicos que nunca tocaram juntos, acompanhados de exposições pelos artistas visuais que foram convidados a ilustrar a época e a música. “Este projecto é o início da construção de uma equipa que se consolidou e que já está a desenvolver uma série de propostas, a serem apresentadas brevemente”, refere o músico e produtor Hélder Costa.

© Direitos Reservados

“É um projecto colaborativo que não se resume apenas à área da música, abrangendo variadíssimas áreas artísticas…”

Nuno Cachada acrescenta que “O Tempo não Parou” é um projecto colaborativo que não se resume apenas à área da música, abrangendo variadíssimas áreas artísticas, com projectos já em desenvolvimento”. O primeiro álbum resultante deste projecto, “dois mil e vinte”, conta com a presença de dezenas de músicos de renome nacional e internacional, com diferentes backgrounds e provenientes de vários quadrantes geográficos, do sul de Portugal ao norte da Galiza.

© Direitos Reservados

Os intérpretes tocaram e cantaram, por vezes sozinhos, mas sabendo que há uma comunidade com eles. Foi um processo condicionado pelas restrições ditadas pela covid-19. “Dois mil e vinte” é produzido por Hélder Costa, Samuel Martins Coelho e Nuno Cachada, ficando o grafismo e a imagem a cargo de Cristina Marvão.

© 2021 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2,728FansCurti
0SeguidoresSeguir
70SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Edição impressa / digital

Leia também

Novo livro: Ferreira de Castro e(m) Guimarães

No âmbito do Dia Mundial do Livro, Álvaro Nunes e...

Síncope: artista Carlos A. Correia estreia hoje no espaço Oub’lá

O espectáculo está dividido em três partes. Músic...

Moreirense: início fatal afasta o 6º lugar

Nos primeiros 11’ da partida, o Moreirense sofreu...

Vitória: o resultado é bem melhor que a exibição

Com um golo de Rochinha (16’), o Vitória importou...

Vitória: inverter o ciclo com o Santa Clara

O jogo com o Santa Clara é crucial no resto do ca...