18.4 C
Guimarães
Quinta-feira, Junho 20, 2024

Cidade: a cultura que vem de dentro de cidadãos-artistas

  • Há uma cidade aberta à cultura, a espectáculos e a grandes produções. E há cultura na cidade, como mostra do tecido social citadino. E do que fazem os seus residentes.
  • A União de Freguesias da cidade promove e veicula esta cultura dos seus cidadãos, mulheres e homens artistas que nos mostram como a criatividade também surge de coisas simples, para surpresa de uma comunidade que nem sempre valoriza os seus.

A União de Freguesias tem promovido com regularidade várias exposições e outros eventos culturais. Justifique!
Desde 2006 que as freguesias de Oliveira do Castelo, São Paio e São Sebastião realizam exposições na sede comum. Cedo nos apercebemos da existência de cidadãos com veia artística em Guimarães e em contrapartida a não existência de espaços para exibirem a sua arte. Assim sendo a partir dessa data todos os meses o espaço da sede serve para artistas exporem a sua arte desde, artesanato em madeira, barro, metais, croché, pintura, escultura, enfim o que cada um realiza, que queira mostrar à comunidade.

Qual é, na perspectiva da Junta, a importância da cultura?
Para nós a cultura é vista como paradigma de mudança de mentalidades, como entretenimento, como algo fundamental da identidade de uma comunidade. O engalanar as paredes da sede de Junta de Freguesia, tem várias vertentes:

  1. A do próprio artista, pela oportunidade que tem de mostrar a sua arte.
  2. A de proporcionar aos nossos fregueses algo diferente, enquanto espera pela sua vez, o que um outro cidadão realiza.
  3. Outro aspecto não menos importante, é que perante a amostra exposta, desperta no outro cidadão o interesse de também se dedicar às artes, já aconteceu em vários.

Que outras iniciativas espera realizar?
A sede da Junta de Freguesia é multi-funcional: a secretaria, o serviço social, o espaço cidadão e o posto de CTT, diariamente prestam um serviço a cerca de 150 cidadãos que nos procuram para assuntos burocráticos. A oferta cultural, o ensino e o social são áreas que desenvolvemos para o bem estar da comunidade: há com frequência apresentação de livros, colóquios; três vezes por semana, uma hora por dia, há aulas de informática para seniores; dois dias por semana há aulas de Inglês para cidadãos com mais de 65 anos; um grupos de seniores que se junta para elaboração de bricolages, grupo de Terça-feira; as aulas em português para refugiados da Ucrânia, última e recente iniciativa, com muito sucesso; há uma disponibilidade diária da imprensa regional e biblioteca para consulta, com muita assiduidade; é local, à noite, para ensaio de um grupo de teatro; há sempre uma disponibilidade de proporcionar ao cidadão algo mais e se não for na sede, que é pequena, utilizamos outros espaços, por exemplo, das nossas associações, tal como a ginástica para seniores.

O que consta do plano de actividades da UF Cidade sobre cultura?
Uma verba de sustentação às nossas iniciativas ou de outras entidades da área da União das Freguesias, culminando no dia da União que se realiza no dia 22 de Junho de cada ano. O mês de Junho é o dia da União; cada associação ou colectividade é convidada a apresentar uma actividade. É o mês inteiro de actividades, culturais, recreativas e desportivas.

A presença de Dimitar Nikolov a que se deve?
Como um outro qualquer cidadão a expor a sua arte que no caso concreto é algo inédito. A lista de potenciais artistas a exporem é enorme no caso do Nikolov, está inscrito desde o ano passado e agora chegou a vez dele. O Nikolov é um exemplo de perfil dos que expõem na nossa sede. Atleta de carreira, treinador desportivo e agora na reforma dedica-se à pintura. Maravilhoso o que realiza no seu tempo de ócio, espectacular, digno de ser mostrado. Já lhe disse: um desportista arrumou as sapatilhas, nasceu um artista tão bom ou melhor que o desportista que é uma referência do andebol, regional, nacional e internacional, sim porque foi campeão Mundial. Para o mês que vem é outro, e assim será até ao final do ano. Para o ano, outros serão e assim tem sido desde 2006. Lamentamos sermos o único espaço em Guimarães para que estes cidadãos comuns possam expor o que melhor fazem, digno de ser visto pelos outros cidadãos, e há muitos. Temos a certeza que somos, na cidade que foi Capital Europeia da Cultura, os únicos que proporcionamos consecutivamente esta actividade.

📸 Direitos Reservados

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER
PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Leia também