14.5 C
Guimarães
Terça-feira, Julho 16, 2024

Supercomputação verde: Portugal quer estar na linha da frente europeia

Economia

Portugal quer atingir a média europeia no que diz respeito às capacidades do país em Computação de alto desempenho (HPC, sigla em inglês para High-Performance Computing).


Quem o afirmou foi a Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior durante o «MUG: MACC User Group Workshop», organizado pelo Minho Advanced Computing Center (MACC), que abordou a evolução da Computação de alto desempenho e o seu impacto e importância em Portugal e na Europa.

Elvira Fortunato reafirmou a necessidade de o País desenvolver novas infra-estruturas informáticas avançadas, de forma a «colmatar a lacuna existente com outros países europeus nesta matéria».

Uma das questões abordadas neste workshop foi: «Pode a computação avançada ser verde?» e sobre este ponto Elvira Fortunato disse que o consumo de energia não é o único desafio que enfrentamos nesta área, mas também a tecnologia por detrás do hardware

A Ministra explicou que «a actual micro-electrónica baseia-se no silício, contudo precisamos de explorar outros materiais avançados sustentáveis assim como outros processos não poluentes, de forma a termos uma industria de computação ecologicamente sustentável».

Elvira Fortunato disse ainda que os supercomputadores instalados em Portugal «já criaram novas oportunidades para investigadores em muitas áreas que exigem poder de computação, tais como a medicina, o estudo da terra e do espaço, a física, a mobilidade e as ciências humanas»

A Ministra destacou também o despacho que determina as orientações para a fixação de vagas para o Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior 2022/2023, permitindo às instituições aumentarem o número de vagas em cursos relacionados com competências digitais.  

“Não haverá transição digital sem computação avançada”.

«Não haverá transição digital sem computação avançada e um ambiente verdadeiramente colaborativo e interdisciplinar», afirmou Elvira Fortunato, para quem é fundamental manter e reforçar a cooperação europeia no âmbito da European High-Performance Computing Joint Undertaking (EuroHPC JU) e também impulsionar as empresas, a indústria e as comunidades académica e científica a participarem no desenvolvimento do sector da supercomputação em Portugal.  

O encontro contou com especialistas mundiais na área, assim como com a presença do Secretário de Estado da Digitalização e da Modernização Administrativa, Mário Campolargo.

📸 Direitos Reservados | in: portugal.gov

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PUBLICIDADE • CONTINUE A LER

Últimas Notícias