Adapt.local: agora é associação que aglutina Municípios

A Associação Adapt.local – Rede de Municípios para a Adaptação Local às Alterações Climáticas foi constituída na Sexta-feira e Guimarães é um dos fundadores.


A associação agora constituída tem como objectivo dinamizar a adaptação local às alterações climáticas em Portugal, promovendo processos contínuos de planeamento que acompanhem o aumento da capacidade dos municípios portugueses e de outras entidades, públicas ou privadas, em incorporar esta matéria nas suas políticas públicas de actuação e nos seus instrumentos de planeamento. 

É afirmada, assim, a importância da escala local para o global e do trabalho em rede para a concepção e implementação de soluções de adaptação mais eficazes, eficientes e equitativas.

Guimarães é um dos municípios que integra esta rede e foram ainda signatários da escritura de constituição os municípios de Loulé, Amarante, Bragança, Mafra, Viana do Castelo, Castelo de Vide, Coruche, Figueira da Foz, Funchal,  Ílhavo, Braga, Lagos, Leiria, Odemira, Castelo Branco, Sintra, Torres Vedras, e Vila Franca do Campo

O presidente da rede, Vítor Aleixo, destacou a maior flexibilidade e outra capacidade de interlocução junto de uma série de entidades, do próprio Governo, das empresas, entre outras, pela constituição da nova associação com diferente perfil jurídico.

A vereadora Sofia Ferreira, assume as funções de presidente da Assembleia Geral da Adapt.local, e acentuou a importância deste passo.

“Pretendendo-se criar sinergias com projectos concretos, através de um maior envolvimento da sociedade”.

“Esta associação será uma ferramenta fundamental para os diversos sectores, para preparar as nossas cidades e o nosso território para um futuro mais desafiante, na adaptação e mitigação às alterações climáticas, pretendendo-se criar sinergias com projectos concretos, através de um maior envolvimento da sociedade, da academia e das entidades públicas, e que num futuro próximo outros municípios se juntem”, disse. 

Na sequência do projecto ClimAdaPT.Local, a Rede Nacional de Municípios para a Adaptação Local às Alterações Climáticas foi formalmente criada através da assinatura da respectiva Carta de Compromisso por parte de 30 municípios portugueses, em Dezembro de 2016 (Coimbra), envolvendo outras entidades como instituições de ensino superior, centros de investigação, organizações não-governamentais e empresas.

Assim, a rede nacional que desde 2016 incentiva os municípios portugueses a implementar medidas de adaptação às alterações climáticas dá lugar a uma associação de direito privado sem fins lucrativos, permitindo, através desta figura jurídica, alargar o âmbito e sua área de actuação.

📸 Município de Guimarães

© 2022 Guimarães, agora!


Partilhe a sua opinião nos comentários em baixo!

Siga-nos no Facebook, Twitter e Instagram!
Quer falar connosco? Envie um email para geral@guimaraesagora.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- publicidade -
- publicidade -
- publicidade -

Leia também